Brasil completa 20 anos fora do Oscar
“O Grande Circo Místico” concorria à indicação na categoria filme estrangeiro, mas não ficou entre os finalistas
Brasil completa 20 anos fora do Oscar
DUAS DÉCADAS - Última vez que o país concorreu ao Oscar foi em 1999, com “Central do Brasil” e Fernanda Montenegro (Foto: Divulgação)
O filme brasileiro “O Grande Circo Místico”, selecionado para disputar uma indicação ao Oscar na categoria de melhor filme estrangeiro, não ficou entre os finalistas que concorrerão às cinco vagas. A lista com as nove produções que avançam para a próxima fase de votação, sem o longa, foi divulgada na última segunda-feira (17) pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. Os indicados finais serão divulgados no dia 22 de janeiro de 2019. A 91ª edição do prêmio acontece no dia 24 de fevereiro, em Los Angeles.
Com isso, as produções nacionais completam 20 anos fora da maior premiação do cinema mundial. A última vez que o país teve um filme indicado à categoria foi em 1999, com “Central do Brasil”, que perdeu para “A vida é bela”, da Itália. No mesmo ano Fernanda Montenegro, protagonista do filme, também concorreu ao prêmio de melhor atriz, vencido por Gwyneth Paltrow, que atuou em “Shakespeare Apaixonado”. Em 2008, o país chegou perto de voltar a ter um representante na categoria. “O ano que meus pais saíram de férias” chegou a ficar entre os finalistas, mas não foi indicado.
Os filmes que continuam na disputa são: “Pássaros de Verão” (Colômbia); “Culpa” (Dinamarca); “Nunca deixe de lembrar” (Alemanha); “Assunto de família” (Japão); “Ayka” (Cazaquistão); “Cafarnaum” (Líbano); “Roma” (México); “Guerra Fria” (Polônia) e “Em chamas” (Coreia do Sul).
“Roma”, de Alfonso Cuarón, larga como favorito à estatueta. O representante mexicano, disponível na grade da Netflix, é inspirado nas lembranças da infância do diretor. Conta a história de Cleo, empregada doméstica de origem indígena, que trabalha e vive no casarão de seus patrões, brancos e membros de uma família de classe alta na capital do país.
O FILME
Dirigido por Cacá Diegues, “O Grande Circo Místico” toma como ponto de partida o poema de Jorge de Lima, que nos 1980 foi transformado em musical por Chico Buarque e Edu Lobo. A trama acompanha várias gerações à frente da lona, e tem no elenco os atores brasileiros Jesuíta Barbosa, Bruna Linzmeyer, Vincent Cassel, Antonio Fagundes, Mariana Ximenes e Juliano Cazarré.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2019 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia