Por que fazer ginástica para o cérebro?
Veja como funciona e quais são os benefícios para todas as idades
Por que fazer ginástica para o cérebro?
SUPERA - Curso oferecido pela franquia garante que em uma aula semanal de duas horas o aluno conquiste uma mente mais saudável (Foto: Divulgação)
Todo mundo sabe que corpo ativo garante qualidade de vida, porém, os exercícios para o cérebro também são essenciais para manter a saúde e independência até o fim da vida. A prática da ginástica para o cérebro melhora a performance das pessoas na vida pessoal, profissional e acadêmica, além de prevenir o aparecimento de doenças de forma divertida e dinâmica.
Mas a pergunta que fica quando pensamos em exercícios para o cérebro é: Todos podem fazer? A resposta é simples: a ginástica cerebral é indicada para todas as idades, desde crianças, adolescentes, adultos e idosos. Cada um dos públicos colhe os resultados de acordo com seus objetivos.
“A ginástica para o cérebro ativa as conexões entre os neurônios, que nós chamamos de sinapses. Assim, conquistamos uma rede de neurônios mais forte e robusta, fazendo com que as habilidades sejam desenvolvidas com base no conceito de neuroplasticidade cerebral, ou seja, a capacidade que o cérebro tem de se modificar de acordo com estímulos”, conta Solange Jacob, diretora pedagógica nacional do Método Supera, rede de escolas de ginástica para o cérebro, presente em 300 unidades no Brasil, incluindo Lençóis Paulista.
E como funciona uma academia de ginástica para o cérebro? Nas aulas do Método Supera, os alunos fazem aulas de duas horas, uma vez por semana, com ferramentas como o ábaco, instrumento milenar para cálculos que desenvolve principalmente a agilidade de raciocínio e a concentração, além de jogos de tabuleiro individuais ou em grupo, jogos online, apostilas educativas com exercícios exclusivos, dinâmicas em grupo e as neuróbicas, que são as aeróbicas dos neurônios.
No mês de outubro, dedicado às crianças, a rede Supera realiza a campanha “Desafie a criança que existe em você”, para conscientizar sobre a importância de manter o cérebro ativo em todas as fases da vida. Para isso, a escola está oferecendo descontos de 50% na matrícula para quem realizar neste mês. 
O Método Supera já treinou mais de 100 mil alunos de todas as idades, fazendo com que eles experimentem a emoção de pensar e agir de forma inovadora, desenvolvendo o potencial do cérebro e agora convida a população de Lençóis Paulista para conhecer esse método que tem transformado a vida de muitas pessoas. 
BENEFÍCIOS DA GINÁSTICA PARA o CÉREBRO
Público infanto-juvenil: A prática contribui significativamente para o desempenho escolar, comportamento e formação ética do aluno, da infância até a juventude. É um complemento do ensino, sobretudo para quem vai prestar Enem, vestibulares e concursos, além de proporcionar o desenvolvimento de habilidades socioemocionais. 
Adultos: Desenvolvimento de memória operacional, necessária para o bom cumprimento dos afazeres do cotidiano, além da melhora do raciocínio, criatividade e visão lateral, importantes para a resolução de problemas complexos e a manutenção do foco para atingir objetivos, e principalmente, melhora a performance profissional. 
Idosos: A expectativa de vida no Brasil aumentou, mas de nada adianta chegar aos 90 sem independência e saúde mental. Com cérebro ativo, é possível manter-se jovem, trabalhando, viajando, empreendendo e comemorando novas conquistas. A ginástica cerebral promove bem-estar e longevidade entre o público da chamada terceira idade.
SERVIÇO 
A Supera de Lençóis Paulista fica na Avenida Nove de Julho, 679, no Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h. O telefone para contato são o (14) 3264-1940 e o (14) 99668-6900 (WhatsApp). 
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia