“Foi mais um grande aprendizado”, diz Tipó
Com quase 27 mil votos, candidato a deputado lamenta perda da vaga na Assembleia, mas diz que não se sente derrotado
“Foi mais um grande aprendizado”, diz Tipó
VIDA QUE SEGUE - Tipó diz que sai fortalecido após as eleições (Foto: Elton Laud/O ECO)
"Não me sinto derrotado, pois fiz tudo o que estava ao meu alcance”. É com esta frase, que o advogado e vereador lençoense Ailton Tipó Laurindo (PHS) inicia a entrevista concedida ao Jornal O ECO para falar do resultado das eleições do último domingo (7), na qual tentou pela segunda vez conquistar uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), mas não conseguiu atingir a votação necessária.
Com 26.921 votos obtidos, 15.339 deles em Lençóis Paulista, o candidato superou o desempenho de 2006, quando concorreu pelo PV e registrou 24.084 votos, mas o resultado não foi suficiente para garantir a única cadeira conquistada pelo partido na Assembleia, que acabou ficando com Dr.ª Damaris Moura, que contabilizou 45.103 votos, terminando como a 79ª candidata mais votada entre os 94 eleitos.
“Me dediquei de corpo e alma a esse projeto, que não era um projeto meu, mas de toda a cidade e região. Fiz tudo o que estava ao meu alcance, de verdade, porque realmente acreditava no que isso representava para todos nós. Sempre disse que precisávamos de um representante local para lutar por nós. Me coloquei à disposição, mas, infelizmente, não foi dessa vez”, ressalta Tipó.
Questionado sobre alguns fatores que podem ter contribuído para o resultado; como os grandes percentuais de abstenções (19,21%), votos brancos (7,22%) e nulos (7,48%) que, somados, beiram a casa dos 34%; além do fenômeno observado em todo o país com um apoio substancial a candidatos do PSL, de Jair Bolsonaro; Tipó concorda que o momento do país pode ter influenciado na derrota.
“Não tem como negar que tudo isso refletiu nas urnas. Mas também existem outras questões. Talvez a maioria das pessoas não tenha percebido a importância de eleger um representante. Agradeço de coração a cada uma das quase 27 mil pessoas que assim como eu acreditaram nesse projeto. Digo a elas que o trabalho continua e que saio desse processo mais forte e com mais experiência. Foi mais um grande aprendizado”, finaliza.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia