Teatro Municipal recebe peça “Eles não usam Black Tie”
Com 10 atores no elenco, peça de Gianfrancesco Guarnieri debate individualismo e a força do coletivo
Teatro Municipal recebe peça “Eles não usam Black Tie”
CLÁSSICO NACIONAL - Escrita por Gianfrancesco Guarnieri, peça “Eles não usam Black Tie” chega hoje ao Teatro Municipal de Lençóis (Foto: Divulgação)
Neste sábado (29), a partir das 20h, o Teatro Municipal Adélia Lorenzetti, em Lençóis Paulista, recebe a peça “Eles não usam Black Tie”, com direção de Dan Rosseto e elenco composto pelos atores Adilson Azevedo, Paloma Bernardi, Camila Brandão, Carolina Stofella, Kiko Pissolato, Pablo Diego Garcia, Paulo Gabriel, Samuel Carrasco, Teca Pereira e Tiago Real. O espetáculo promovido pela Alic (Associação Lençoense de Incentivo à Cultura) com recursos provenientes da Lei Rouanet, tem entrada gratuita.
Completando 60 anos de estrada em 2018, a peça “Eles não usam Black Tie”, de autoria de Gianfrancesco Guarnieri, é considerada um dos marcos da dramaturgia nacional e foi escrita e montada pela primeira vez no Teatro de Arena, de São Paulo, em 1958. Nesta obra, Guarnieri transcreve de maneira cotidiana questões sociopolíticas vividas por Tião, personagem que o próprio autor viveu na montagem nos anos 50.
O roteiro de “Eles não usam Black Tie” apresenta ao público, em primeiro plano, a organização de uma greve com suas posições ideológicas e morais conflitantes e divergentes para cada personagem, o que faz com que as discussões entre pai e filho sejam frequentes.
Em meio às relações familiares, a peça também aborda assuntos como gravidez, casamento, educação e religião, levando ao palco uma família comovente que sobrevive de maneira humilde, mas não menos digna, refletindo o espelho de uma camada social que abrange milhões de brasileiros.
Além disso, a peça tem como pano de fundo as reflexões sobre a frágil condição humana, sobre os homens e suas dúvidas e conflitos, promovendo em cena um verdadeiro debate entre a coletividade e o individualismo, estimulando os espectadores a pensarem sobre suas próprias vidas.
O espetáculo, que tem classificação indicativa de 14 anos, conta com tradução simultânea para Libras (Língua Brasileira de Sinais). A entrada é gratuita e a disponibilidade de lugares deve ser consultada no Teatro Municipal, que fica na Rua Cel. Álvaro Martins, 790, na Vila Nova Irerê. Outras informações pelo telefone (14) 3263-0044.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia