Tipó tem 58% das intenções de voto em Lençóis
Candidato a deputado estadual pelo PHS, lençoense ganha corpo na reta final da campanha e sobe 11% na pesquisa
Tipó tem 58% das intenções de voto em Lençóis
EM ALTA - Pesquisa Propagare/O ECO aponta crescimento considerável de Tipó entre os eleitores lençoenses (Foto: Elton Laud/O ECO)
Faltando duas semanas para o primeiro turno das eleições, que acontece no próximo dia 7 de outubro, Ailton Tipó Laurindo, o Dr. Tipó (PHS), candidato lençoense a deputado estadual, entra definitivamente na disputa por uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). De acordo com a mais recente Pesquisa Propagare/O ECO, o advogado e vereador licenciado conquistou mais apoio do eleitorado local chegando aos 58% das intenções de voto na cidade.
Na pesquisa, que foi realizada entre os dias 14 e 16 de setembro, foram ouvidos 302 lençoenses residentes em diversas áreas da cidade. Para saber em quem o eleitor local votaria para a Assembleia Legislativa, os entrevistadores apresentaram um disco com os nomes dos principais candidatos com atuação política no município ou que tenham tido votação expressiva na cidade nas eleições de 2014.
Entre os nomes apresentados aos eleitores, assim como no primeiro levantamento realizado entre os dias 12 e 15 de maio, Dr. Tipó liderou com grande folga, atingindo 58% das intenções de voto, 11% a mais do que na primeira pesquisa, quando havia ficado com 47% das intenções de voto.
O maior crescimento do candidato na pesquisa se deu na região central da cidade, onde chegou aos 64% das intenções de voto, 27% a mais do que os 37% obtidos na pesquisa anterior. A aprovação do nome de Tipó também segue boa nas demais regiões: 58% na região do Núcleo Habitacional João Zillo (Cecap); 53% na região do Conjunto Habitacional Maestro Júlio Ferrari; e 54% na região do Jardim Itamaraty.
Na separação dos resultados por gênero, o candidato do PHS tem maior porcentagem de intenção de voto entre as mulheres, com 61%, ante 54% dos eleitores do sexo masculino. Na divisão por idade, Tipó dispara entre os eleitores de 16 a 24 anos (71%) e também aparece com bons índices nas demais faixas etárias: 25 a 34 anos (62%); 35 a 44 anos (58%); e acima de 45 anos (51%).
Quanto à classificação por nível de escolaridade, o lençoense tem 60% das intenções de voto entre os eleitores com os ensinos Fundamental ou Médio incompletos, enquanto que 54% dos eleitores com os ensinos Médio ou Superior completos declararam que votariam nele para deputado estadual.
O levantamento ouviu 302 eleitores em suas residências, distribuídos proporcionalmente segundo cotas pré-definidas de sexo e faixa etária baseadas em informações do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e regiões geográficas definidas a partir de dados disponibilizados pelo Censo 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A margem de erro para o total da amostra é de 5,6 pontos percentuais para mais ou para menos, para um coeficiente de confiança de 95%. Contratada e realizada pela Propagare Digital Estratégias e Comunicação Social, a pesquisa está registrada sob os números SP-05919/2018 e BR-05036/2018.
Demais candidatos citados não atingem mais do que 2%
Com porcentagens bem abaixo da obtida por Tipó, os demais candidatos que tiveram o nome citado na Pesquisa Propagare/O ECO aparecem todos tecnicamente empatados dentro da margem de erro da pesquisa, que é de 5,6 pontos percentuais para mais ou para menos, para um índice de confiança de 95%. Os candidatos que obtiveram o melhor desempenho foram Celso Nascimento (PSC), Fernando Cury (PPS) e Caio Coube (PSDB), todos com 2% das intenções de voto. Na pesquisa anterior, Fernando Cury tinha 5% e, portanto, teve queda de três pontos percentuais. Já Celso Nascimento e Caio Coube, que tinham 3%, caíram um ponto na pesquisa.
Entre os 20 nomes apresentados aos eleitores entrevistados, outros 10 tiveram o nome citado na pesquisa: Caio França (PSB), Jorge Wilson (PRB), Campos Machado (PTB), Dr. Raul (PODE), Sebastião Santos (PRB), Caruso (MDB), Fábio Manfrinato (PR), Ricardo Madalena (PR), todos com 1%; e Gê Barros (PHS) e Rita Passos (PSD), ambos com 0,3%. Os eleitores que responderam que votariam em branco ou nulo, permaneceram em 13%, assim como na primeira pesquisa; já os que se disseram indecisos ou que se abstiveram somaram 15%, contra 9% do levantamento de maio.
 
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia