Publicidade
Publicidade
Publicidade
Escolas de Macatuba obtêm melhor desempenho da região no IDEB
Índice da cidade no Ensino Fundamental I foi de 7,4 para uma meta de 6,5; no Fundamental II nenhuma cidade atingiu objetivo
Escolas de Macatuba obtêm melhor desempenho da região no IDEB
IN LOCO - Prefeito Marcos Olivatto visitou a escola CAIC Cristo Rei, um dos destaques de Macatuba no IDEB (Foto: Divulgação)
O Ministério da Educação (MEC) divulgou na semana passada o resultado do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de todo o país, criado em 2007 com o objetivo de medir a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino. Os destaques da região foram as escolas municipais de Macatuba, com o índice de 7,4 para uma meta projetada de 6,5 no Ensino Fundamental I (5º ano). Em uma década, o índice apresentou uma evolução de 5,2 para 7,4 na cidade vizinha.
Após a divulgação do indicador, o prefeito Marcos Olivatto destacou que o sucesso se deve ao trabalho e dedicação de todos os profissionais envolvidos com a educação. “Parabenizo toda a equipe que integra a Rede Municipal de Ensino desde a equipe diretiva, docentes, alunos e os funcionários de apoio: oficiais administrativos, serventes, inspetores de alunos e cozinheiras. Um resultado como esse a gente só consegue com a dedicação de todos” destacou o prefeito Marcos Olivatto.
Na avaliação por escola, a melhor nota foi para a escola Waldomiro Fantini, que obteve 7,5 para uma meta de 6,6. Em 10 anos, a escola evoluiu de 5,6 para 7,5 conseguindo ultrapassar a meta estipulada para o ano de 2021 que é de 7,0. A escola que ficou mais acima do objetivo foi a CAIC Cristo Rei, que tinha meta de 6,2, mas obteve índice de 7,4, quase três pontos acima do resultado de 10 anos atrás.
Para a Secretária de Educação, Gilcelene Chiari Artioli, mais do que comemorar o resultado, é preciso reconhecer e enaltecer o trabalho realizado nas escolas municipais. “Temos que ressaltar que o resultado conquistado pelas unidades escolares diz sobre a qualidade do ensino ofertado a nossos alunos e demonstra que estamos conseguindo garantir a equidade entre as instituições de ensino, almejando a excelência do ensino para todos. Competência, ética, compromisso, dedicação, esforço e a participação da família na vida escolar dos alunos, são alguns ingredientes que garantem bons resultados para o Ensino Público”, comenta (com assessoria de imprensa).
DEMAIS CIDADES
Com exceção de Borebi, as outras quatro cidades da área de cobertura do Jornal O ECO também superaram a meta projetada pelo MEC para 2017. Lençóis Paulista, que tinha meta de 6,4, obteve índice de 6,6. Agudos ficou com índice 6,5, acima da meta de 5,9. Areiópolis aparece na sequência com índice de 6,3 para uma meta de 5,8. Pederneiras obteve índice de 6,3 para uma meta de 6,0. Já Borebi, que tinha meta de 5,8, ficou abaixo, com índice de 5,7.
No Fundamental II nenhuma cidade atingiu a meta
Enquanto que na avaliação do Ensino Fundamental I quase todas as cidades superaram a meta projetada pelo Ministério da Educação para 2017, o indicador aponta o oposto no Ensino Fundamental II (9º ano), no qual, de acordo com os dados divulgados, nenhuma das cidades atingiu o objetivo.
Lençóis Paulista obteve a maior nota entre as cidades da região, com índice de 5,3, mas ficou abaixo da meta de 5,9. Macatuba teve índice de 5,2, enquanto que a meta era de 6,2. Areiópolis ficou 5,0, também abaixo do objetivo, que era 5,2. Com índice de 4,9 para uma meta de 5,4, Pederneiras aparece em quarto lugar. Em seguida aparece Borebi, com índice de 4,8 para uma meta de 5,2. Agudos fecha a lista com 4,5 de índice para uma meta de 5,7.
 
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia