Publicidade
Publicidade
Publicidade
Após conclusão da compra, RGE foca na expansão da Lwarcel
Segundo companhia, projeto de ampliação da empresa lençoense está entre prioridades imediatas
Após conclusão da compra, RGE foca na expansão da Lwarcel
FUTURO - Ampliação da Lwarcel segue sendo estudada pela RGE; investimento é estimado em mais de R$ 5 bilhões (Foto: Divulgação)
Pouco mais de três meses após confirmar a compra da Lwarcel Celulose, a RGE (Royal Golden Eagle), com sede em Singapura, anunciou a conclusão do negócio com a família Trecenti. Com a finalização da transação iniciada no dia 21 de maio e aprovada em 19 de junho pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o grupo asiático agora direciona o foco ao projeto de expansão que pode aumentar em cinco vezes a capacidade de produção da unidade.
Diferentemente do que era cogitado inicialmente, a empresa lençoense, agora multinacional, não será controlada pela April (Asia Pacific Resources International Holdings), mas por outra subsidiária da RGE, a Bracell Limited, que já administra a BSC (Bahia Specialty Cellulose), com sede em Camaçari, na Bahia. Segundo nota encaminhada pela assessoria de imprensa, “A sede do grupo ficará baseada em Singapura, com escritórios de vendas na Ásia, Europa e Estados Unidos”.
Os novos controladores não antecipam detalhes sobre o futuro da Lwarcel, mas, de acordo com informações obtidas pela reportagem, a empresa pode passar a contar com uma linha flexível para produzir tanto celulose convencional, utilizada principalmente na fabricação de papel e derivados, quanto celuloses especiais, aplicadas em diversos processos nas indústrias têxteis, farmacêuticas, químicas, cosméticas, alimentícias, entre outras.
EXPANSÃO
Desde o início da transação entre a RGE e o Grupo Lwart, com valor estimado em mais de R$ 2 bilhões, foram divulgadas poucas informações oficiais acerca dos planos dos novos proprietários para a Lwarcel. A ampliação, que há anos a família Trecenti tentava viabilizar através de investidores, seguiria como objetivo da companhia asiática, que por conta das altas cifras - o investimento é estimado em mais de R$ 5 bilhões, segundo fontes do setor - estaria tratando o assunto com cautela.
Com a conclusão da aquisição, o projeto de expansão, que pode elevar a capacidade de produção da empresa lençoense de 250 mil para 1,5 milhão toneladas de celulose por ano, seguirá em análise, mas, segundo a assessoria de imprensa, a expansão está “entre as prioridades imediatas da Lwarcel”, cuja aquisição está “alinhada com a estratégia da RGE de aumentar sua capacidade global de celulose para obter vantagem competitiva”.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia