Número de linhas pós-pagas chega a 40% do mercado
Vivo é a principal operadora em atividade, com 32,12% de participação do mercado
Número de linhas pós-pagas chega a 40% do mercado
TELEFONIA MÓVEL - Com 32,12% de participação no mercado, Vivo é a principal operadora em atividade (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
O número de linhas móveis pós-pagas alcançou, em julho, 40,01% do total de celulares no país. Os números, divulgados na quinta-feira (30) pela Agência Nacional e Telecomunicações (Anatel), confirmam a tendência de queda no percentual de linhas pré-pagas e crescimentos do pós-pago.
Nos últimos 12 meses, as linhas pós-pagas cresceram 13,47%, fechando o mês de julho com 93.922 milhões de acessos, um crescimento de 0,79% na comparação com junho.
As linhas pré-pagas representam 59,99% da base total de linhas móveis, mas apresentaram uma redução de 11,56% nos últimos 12 meses, terminando julho com 140.826 milhões de linhas ativas, uma redução de 18.409 milhões de linhas. Na comparação com o mês de junho, a redução foi de 0,75%, com 1.064 milhão de linhas desligadas.
De acordo com a Anatel, apesar do crescimento da base pós-paga, os números gerais confirmam a tendência de queda geral no número de linhas. Em julho, o país registrou 234.75 milhões de linhas em operação redução de 3% na comparação com o mesmo mês do ano passado, fechando o período com 7.26 milhões de linhas a menos. Na comparação com junho de 2018, a diminuição foi de 327 mil linhas, queda de 0,14%.
EMPRESAS
A Vivo é a principal operadora em atividade, com 32,12% de participação do mercado. Em julho de 2018, a Vivo totalizou participação de 75.40 milhões de linhas; seguida da Claro que registrou 25,05% de participação com 58.80 milhões de linhas. A TIM ocupa o terceiro lugar com 23,96% do mercado e 56.24 milhões de linhas; a Oi vem depois com 16,54% e 38.84 milhões de linhas.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia