Tipó deve pedir licença da Câmara nos próximos dias
Pré-candidato a deputado estadual pelo PHS, vereador pretende se afastar para se dedicar à campanha
Tipó deve pedir licença da Câmara nos próximos dias
FUTURO - Oficializado como pré-candidato a deputado estadual, Tipó deve se afastar da Câmara para se dedicar à campanha (Foto: Elton Laud/O ECO)
O advogado e vereador Ailton Tipó Laurindo (PHS) deve encaminhar nos próximos dias à Câmara Municipal de Lençóis Paulista o seu pedido de licença do cargo do Legislativo. Oficializado como pré-candidato a deputado estadual desde o último domingo (29), quando teve o nome aprovado na convenção de seu partido, realizada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), o lençoense revelou à reportagem que pretende se dedicar ao máximo à campanha, que se inicia a partir do dia 16 deste mês.
Com o registro da candidatura já sendo providenciado pelo partido, Tipó, que exerce o seu quinto mandato como vereador, disse que pretende se afastar de 30 a 45 dias das atividades do Legislativo e também de seus escritórios de advocacia, onde deve atuar parcialmente até as eleições de outubro. Se preparando para concorrer ao cargo pela segunda vez (a primeira foi em 2006, quando obteve 24.084 votos, sendo 17.814 em Lençóis Paulista), o lençoense mostra otimismo com a possibilidade real de se eleger, já que o partido estima que 30 mil votos sejam suficientes para garantir uma cadeira na Alesp.
“A chance é real e estou muito otimista com o apoio que vem sendo demonstrado a mim. A campanha se inicia nos próximos dias e é muito curta. Quero me dedicar ao máximo. Meu afastamento é justamente por este motivo. Além das sessões semanais na Câmara, tem todo o trabalho administrativo, de análise dos projetos encaminhados às Comissões das quais eu faço parte, que necessitam de meu parecer. Meu trabalho como vereador é importante, mas tenho certeza que como deputado vou poder contribuir muito mais com nossa cidade e também com a região”, comenta.
Com as eleições cada vez mais próximas, o pré-candidato volta a falar da importância de um deputado estadual para a microrregião de Lençóis Paulista e adianta que pretende pedir votos em 18 cidades em um raio de aproximadamente 70 quilômetros. A limitação geográfica, segundo ele, não está relacionada a nenhuma estratégia de campanha, mas sim à possibilidade de conseguir atender bem cada uma dessas cidades caso seja eleito. “Nossa região tem carência de um deputado que conheça nossos problemas, as necessidades da nossa população. Você só tem condições de conhecer esses problemas e necessidades estando perto, presente. É assim que quero trabalhar”, destaca.
Sobre estar preparado para encarar o desafio ele é enfático ao dizer que não tem nenhuma dúvida de que está em seu melhor momento, tanto na vida pessoal, quanto na profissional e também na política. “Tudo começa com a experiência de vida. Sempre digo que não podemos nos esquecer de nossas origens. Eu venho de uma família muito pobre, de sete irmãos. Comecei a trabalhar aos oito anos engraxando sapato e nunca mais parei. Batalhei muito, me tornei advogado, estou no meu sétimo mandato como vereador. Tudo isso me faz chegar com muita experiência e capacidade para fazer um grande trabalho”, pontua.
Questionado sobre a pesquisa publicada no final de maio pelo Jornal O ECO (pesquisa feita pela empresa Propagare Digital Estratégias e Comunicação Social, registrada com os números SP-03169/2018 e BR-03543/2018), na qual ele aparecia com 50% das intenções de voto dos lençoenses, Tipó resume o discurso em apenas uma frase, dizendo que espera obter ainda mais apoio na cidade. “Não estamos em uma eleição de grupos políticos. O que está em jogo não é quem apoia o prefeito A, B ou C, o que está em jogo é o bem de Lençóis Paulista e região. Minha eleição não é a eleição de um grupo político, porque eu não vou governar para nenhum grupo, mas para uma cidade toda”, finaliza.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia