Pederneiras lança campanha Natal Espetacular
Campanha busca recolher cinco mil garrafas pet para construir árvore de natal sustentável
O Fundo Social de Solidariedade de Pederneiras, em parceria com o Fundo Social do Estado (Fusesp), está desenvolvendo o projeto Natal Espetacular, buscando recolher 5 mil garrafas plásticas de refrigerante de um ou dois litros para construir uma árvore de natal sustentável de 6 metros de altura.
A população pode doar as garrafas pets nos pontos de coleta que funcionarão nas escolas e repartições públicas. Segundo a coordenadora do projeto, a bióloga Paula Vanessa Reghine China, a intenção do projeto é chamar a atenção da população para a importância da sustentabilidade, da reciclagem e da preservação do meio ambiente. “Além de retirar milhares de garrafas pet do lixo, queremos que a árvore de natal sustentável desperte e sensibilize a população para a necessidade de preservar o meio ambiente através da reciclagem e de outras ações cotidianas. Esperamos que a população participe”, comenta.
Além dos pontos de coleta de garrafas pet que estão espalhadas por toda a cidade, o projeto Natal Espetacular também vai oferecer uma série de mini palestras sobre o plástico, o microplástico e os perigos da contaminação, principalmente nos oceanos. “É necessário e urgente sensibilizarmos a população em relação aos temas ambientais, a sustentabilidade e o equilíbrio ecológico”, reafirma Paula China.
Os postos de doação de garrafas pets de 1 ou 2 litros estão localizados em qualquer uma das escolas municipais de Pederneiras e também na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, na Secretaria Municipal de Educação, no Paço Municipal, na Secretaria Municipal de Saúde, na Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, na Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, na Cozinha Piloto, no Projeto Aprendendo a Crescer, Batalhão da Polícia Militar, Base do Corpo de Bombeiros e na Delegacia de Polícia de Pederneiras.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia