Publicidade
Publicidade
Publicidade
Jovem é agredido e tem carro depredado após atropelar duas jovens
Vítimas estavam sentadas na calçada quando foram atingidas; condutor apresentava sinais de embriaguez
Jovem é agredido e tem carro depredado após atropelar duas jovens
CONFUSÃO - Atropelamento resulta em agressão e depredação de veículo próximo ao Teatro Municipal (Foto: Reprodução/Internet)
Na madrugada do domingo (29), um jovem foi agredido e teve o carro depredado após atropelar duas jovens próximo ao Teatro Municipal Adélia Lorenzetti, em Lençóis Paulista. De acordo com o Boletim de Ocorrência, o condutor fazia manobras radicais com o veículo no momento do acidente e apresentava sinais de embriaguez, mas se recusou a fazer o teste do bafômetro.
Segundo informações obtidas pela reportagem do Jornal O ECO, durante a madrugada de sábado para domingo, por volta da 1h30, a equipe da Polícia Militar foi acionada via Centro de Operações (Copom) para atender uma ocorrência de atropelamento próximo ao Teatro Municipal, local conhecido por ser ponto de encontro de jovens aos finais de semana e que tem desencadeado diversas denúncias de perturbação de sossego por moradores que residem no entorno.
Ao chegar no local, no cruzamento entre as ruas Santo Antônio e Cel. Álvaro Martins, na Vila Nova Irerê, um carro estava sendo depredado por diversas pessoas que estavam no local e presenciaram o acidente. Vídeos que circulam na internet mostram exatamente o momento em que as pessoas estão alteradas, praticando o vandalismo.
Ainda segundo a PM, o condutor, A.D.O., de 21 anos, foi retirado à força do veículo pelos frequentadores, sendo agredido com socos no rosto. Ele declarou que estava trafegando pela Rua Cel. Álvaro Martins, sentido Centro, quando perdeu o controle de seu veículo, uma Volkswagen Saveiro da cor prata, e subiu na calçada, atropelando duas pessoas. Relatou ainda que pessoas que estavam no local furtaram seu relógio e sua blusa.
De acordo com o registro policial, o condutor apresentava sinais de embriaguez, porém negou-se a realizar o teste do etilômetro (bafômetro). No banco do passageiro do veículo, estava A.A.O., de 20 anos, irmão do condutor, que confirmou a versão de A.D.O., de que ele havia perdido o controle do veículo causando o acidente. O condutor teve ferimentos leves e o passageiro não se machucou. 
As vítimas, A.C.L.M. e E.M.R.S., ambas com 18 anos, declararam que estavam sentadas na calçada quando o veículo repentinamente atropelou as mesmas. As duas foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com ferimentos nos joelhos e no rosto. 
O condutor e o passageiro foram conduzidos à Delegacia de Polícia para prestarem depoimento. Ao mesmo foi aplicada multa pela recusa ao teste do bafômetro e liberados ao final da ocorrência. O veículo foi removido do local por um guincho e apreendido para perícia. A equipe da PM fez contato com as vítimas, as quais passavam por cuidados médicos.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia