Vocação de Deus
Através da igreja, pastores Samuel e Márcia desenvolvem trabalhos voluntários há 17 anos
Vocação de Deus
AMOR AO PRÓXIMO - Samuel e Márcia realizam trabalhos voluntários há mais de 17 anos (Foto: Arquivo Pessoal)
Há 17 anos ajudando famílias necessitadas, o casal de pastores Samuel Gomes, de 61 anos, e Márcia Pereira de Freitas Gomes, de 58 anos, desenvolvem em Macatuba e região trabalhos voluntários, especialmente voltados à reestruturação familiar.  
Márcia conta que o trabalho pastoral na cidade teve início em 2001, quando ambos realizaram um curso de formação teológica. “Pelo fato de sempre estarmos ligados a muitas famílias, tendo em vista que já tínhamos um grupo de pessoas que caminhavam conosco, fomos desafiados pela nossa liderança e ungidos ao pastoreio após a conclusão deste curso”, explica. 
Motivado pela vontade e, acima de tudo, pela vocação em ajudar famílias, idosos, crianças e jovens, em 2007, o casal implantou as células e o discipulado MDA (Modelo de Discipulado Apostólico), pelos quais passaram a realizar um acompanhamento intensivo e específico para cada pessoa e sua necessidade.  O trabalho é desenvolvido na Igreja da Paz, na qual eles atuam como pastores. 
A inspiração para o voluntariado, a pastora Márcia revela que vem dos princípios de Deus que fazem parte de suas vidas desde a infância. “É o nosso próprio Deus que nos inspira para amar tanto a humanidade, pois entregou seu único filho para morrer por nós naquela cruz. Pelo seu exemplo nos ensinou a amar as pessoas, a cuidar dos órfãos, das viúvas, dos desemparados e, principalmente, estabelecer todos os princípios dele sobre as famílias”, acredita. 
Desenvolvendo trabalhos voluntários principalmente em prol das famílias macatubenses que mais necessitam, o casal também atua em outras cidades, nas igrejas implantadas também nas cidades de Lençóis Paulista, Bauru, Garça, Vera Cruz, Marília e Guararapes, onde muitas vidas são transformadas.  
Através do discipulado, que acontece semanalmente nas residências das pessoas, o trabalho voluntário é conduzido de acordo com a necessidade da família. Entre os trabalhos, é feita a entrega de cestas básicas, o restabelecimento de relacionamentos através do ensinamento pelo amor ao próximo e valorização da família. Além de contribuir na gestão física e psíquica dessas pessoas, tornando cidadãos dignos, bem ajustados e de bom caráter. 
“Esse trabalho abrange pessoas de todas as idades sem distinção de posição social, cultural, raça, cor, crença. Tendo como objetivo levar a pessoa ao pleno conhecimento do propósito de Deus, que é a paz, alegria, domínio próprio, mansidão e amor ao próximo. Essas virtudes estão disponíveis a todos que creem e para nós é gratificante poder ver vidas, famílias e cidades sendo transformadas”, ressalta.
Os pastores Márcia e Samuel têm em suas vidas o trabalho voluntário como fundamental e o ponto de partida para mudanças no mundo através de gestos e da ajuda mútua em que se constrói uma sociedade melhor. “Atuar como pastores nos trás alegria e gozo no nosso coração, principalmente por vermos tantas vidas transformadas, e as pessoas se tornando cada vez mais melhores cidadãos”, finaliza Márcia.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia