Onda de furtos faz dezenas de vítimas na Facilpa
Cerca de 30 celulares foram furtados na noite da última segunda-feira (30); ninguém foi preso
Na última segunda-feira (30), uma onda de furtos de celulares gerou polêmica nas redes sociais por parte de grande público que esteve na Facilpa (Feira Agropecuária Industrial e Comercial de Lençóis Paulista) e que tiveram seus celulares roubados. De acordo com informações da Polícia Militar do munícipio a sequência de furtos aconteceu durante o show da dupla Henrique & Juliano, dia de maior público no Recinto de Exposições José Oliveira Prado.
A maioria dos furtos teria ocorrido durante a apresentação, na área da arena, onde havia um grande aglomerado de pessoas. Muitos dos que tiveram os celulares roubados procuraram a equipe policial que trabalhava no local alegando que não perceberam a prática e que só após algum tempo viram que já estavam sem seus aparelhos. 
De acordo com o tenente Rodrigo Franco, comandante do pelotão da 5ª Cia da Polícia Militar de Lençóis Paulista, foram furtados cerca de 30 celulares, porém, até a tarde de ontem (4), antes do fechamento desta matéria, apenas 21 Boletins de Ocorrência haviam sido registrado pelas polícias Militar e Civil. 
O Capitão Juliano Xavier, comandante da 5ª Cia, faz um alerta para que as pessoas que irão até a feira neste final de semana evitem levar bolsas e guardar os celulares nos bolsos das calças, “Isso chama a atenção do ladrão. Para nós, é inviável controlar e assegurar às pessoas que seus celulares não sejam roubados no meio da multidão. Cada um precisa cuidar dos seus pertences”, ressalta Xavier, que também orienta que quem teve o celular roubado faça o registro do furto na Delegacia de Polícia.
Nenhum dos praticantes dos furtos foram localizados pela Polícia até o momento. Entre hoje (5) e manhã (6) a equipe atuará com patrulhamento reforçado durante a feira, tanto dentro como fora do recinto.
Policiais detém homem após desacato dentro do recinto
Na última quinta-feira (3), por volta das 23h30, uma equipe da Polícia Militar que fazia o patrulhamento pelo Recinto José Oliveira Prado, próximo à escada que dá acesso à arena, se deparou com A.A., de 27 anos, proferindo diversas palavras de baixo calão em alto som para as pessoas que passavam por ali. 
A equipe o orientou a respeitar as pessoas, caso contrário seria colocado para fora do local, mas o indivíduo passou a ofender também os policiais, que tentaram contê-lo, mas encontraram resistência. Dominado, o homem foi algemado e conduzido à Delegacia de Polícia.
Diante dos fatos, o delegado, após tomar conhecimento do ocorrido, elaborou o Boletim de Ocorrência por desacato, desobediência e resistência. O homem foi orientado e liberado.
 
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia