Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mãe de criança espancada em Lençóis é presa
Ela foi transferida para a cadeia pública de Pirajuí
Na manhã da última quarta-feira (25), a Polícia Civil prendeu a mãe do garoto de seis anos, vítima de espancamento no início do mês em Lençóis Paulista. A.F.C., de 29 anos, é acusada por negligência em prestar socorro ao seu filho e também de uma possível participação na agressão.
A Polícia Civil, que investiga o caso, já havia pedido a prisão da mãe do menino, mas a Justiça havia negado o pedido. Segundo informações obtidas pela reportagem, nesta quarta-feira (25), o delegado Renzo Santi Barbin afirmou que a Justiça acatou seu pedido, após a conclusão do inquérito e das provas substanciais.
A.F.C., é acusada por negligência em prestar socorro ao seu filho de seis anos, que sofreu agressão na noite do dia 9 de abril, dando entrada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) apenas na madrugada da terça-feira (10) com diversos hematomas por todo o corpo e um corte profundo na cabeça.
A mãe do menino, que na ocasião acusou o namorado V.A.M., de 27 anos, como autor da agressão, foi localizada pelos policiais na casa de seu avô, na cidade vizinha de Macatuba. A mulher passou pela UPA de Lençóis onde fez o exame de corpo delito e depois foi transferida para a cadeia pública de Pirajuí, para posteriormente ser encaminhada para o presídio na mesma cidade. 
A prisão preventiva não tem prazo para ser cumprida. A.F.C e V.A.M respondem por tortura contra a criança, que agora permanece sob os cuidados da avó materna, em Bauru.
Relembre o caso
O caso foi registrado na madrugada do dia 10 de abril, uma terça-feira, após uma criança de seis anos, acompanhada da mãe, A.F.C., de 29 anos, dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) apresentando diversos hematomas pelo corpo e um corte profundo na cabeça, o que motivou os médicos de plantão a acionarem o Conselho Tutelar por suspeita de agressão.
Segundo a conselheira tutelar, Sandra Tonin Melli, a mãe da vítima, primeiramente declarou que o menino havia caído de bicicleta e que o corte na cabeça era por consequência de um tombo no banheiro, mas depois de ser pressionada acabou acusando o namorado, V.A.M., de 27 anos, de ser o autor do crime.
O acusado foi preso preventivamente na quarta-feira (11) e transferido para a cadeia pública de Avaí após prestar depoimento. No mesmo dia, a Justiça negou um pedido de prisão contra a mãe da criança, solicitado pelo delegado responsável pelo caso, Renzo Santi Barbin, mas concedeu uma medida protetiva que impedia que ela se aproximasse do filho.
A criança estava internada na UPA, em Lençóis Paulista, e foi transferida para o Hospital Estadual de Bauru depois que seu quadro clínico se agravou. Além das escoriações, a criança teve costelas fraturadas e um leve traumatismo craniano. 
O garoto T.A.B.S. recebeu alta do Hospital na terça-feira (17), após permanecer durante uma semana na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) sob cuidados da equipe médica do local.
 
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia