Dia da Água é comemorado com plantio de 17 mil mudas de árvores
Projeto viabilizado com recursos do Fehidro, foi encabeçado pela PHD Cana e Sindicato Rural de Pederneiras
O Dia Mundial da Água foi celebrado com uma importante ação ambiental em Lençóis Paulista. Na manhã da última quinta-feira (22), quando se comemorou a data, foi finalizado o plantio de 17 mil mudas de árvores nativas em uma área de 10 hectares às margens do Córrego das Posses, um dos afluentes da microbacia do Rio Lençóis, localizado há cerca de 12 quilômetros da zona urbana da cidade.
A iniciativa, que surgiu de uma parceria entre a empresa PHD Cana e o Sindicato Rural de Pederneiras, foi viabilizada por meio de um projeto aprovado pelo Governo do Estado de São Paulo através do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro), que liberou uma verba de R$ 162,5 mil para a implantação, recuperação e conservação da mata ciliar localizada nas delimitações da Área de Preservação Permanente (APP).
A ação foi comandada pelo sócio-proprietário da PHD Cana e diretor institucional da Ascana (Associação dos Plantadores de Cana do Médio Tietê), Pedro Luís Lorenzetti, pelo presidente do Sindicato Rural de Pederneiras, Roberto Belluzzo Maia, e pelo proprietário da empresa Tecno Floral, que foi a vencedora da licitação para a implementação do projeto, Pedro Cavassutti.
Na ocasião também estiveram presentes o prefeito Anderson Prado de Lima (PSB), os diretores de Agricultura e Meio Ambiente, Claudemir Rocha Mio, e de Planejamento e Urbanismo, José Claudio Laurindo, o interlocutor local do Programa Município Verde Azul, Helton Damacena, o gerente operacional da Ascana, Élio Pires de Camargo, membros do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema), representantes do Grupo Zilor e outros parceiros.
Antes do plantio, Pedro Luís Lorenzetti falou da importância da recuperação das APPs para a preservação do curso d’água e destacou a necessidade de novas parcerias para multiplicar ações desse tipo. “Precisamos dar exemplos de conservação de água e estimular pessoas e empresas a fazerem cada vez mais por este bem estritamente necessário. Se queremos algo bom para o futuro temos que construir. Espero que a gente possa levar esses exemplos para nossas casas e empresas, para que cada vez mais a água seja preservada”, ressaltou.
Roberto Belluzzo Maia, reforçou lembrando que a preservação da água tem que ser uma preocupação de toda a sociedade. “Este projeto é apenas uma forma que a gente tem de fazer a restauração florestal. Existem outras maneiras de firmarmos parcerias para que essa restauração seja mais acelerada. Todas as ações que puderem de alguma forma trazer esses benefícios são muito válidas. Nosso papel é muito importante. O caminho é esse, parcerias pelo bem comum, para fazer com que gerações futuras se beneficiem disso”, relatou.
O prefeito Anderson Prado de Lima seguiu na mesma linha, enaltecendo a iniciativa e a parceria e salientando o benefício de ações desse tipo para as futuras gerações. “Celebrar a água é celebrar a vida, é celebrar o bem mais precioso que nós temos. Fico feliz de poder estar aqui. A palavra do momento, do desenvolvimento, da sustentabilidade, a palavra que é a argamassa que liga tudo isso é parceria. Isso é digno de ser aplaudido. A sustentabilidade que é gerada aqui está fazendo aquilo que é uma das missões dela, que é transcender gerações”, comentou.
O reflorestamento da APP do Córrego das Posses, que foi finalizado com a ação da última quinta-feira (22), foi feito em uma área de cerca de 10 hectares (100 mil metros quadrados), em uma extensão de mais de seis quilômetros a partir da nascente e ao longo do curso d’água, que se encontra nas dependências da Fazenda Passinho, arrendada pela PHD para o plantio de cana-de-açúcar.
No local foram plantadas cerca de 17 mil mudas de mais de 80 espécies de árvores nativas, como Ingás, Ipês, Jabuticabeiras, Aroeiras, Jaracatiás, Pitangueiras, entre tantas outras espécies. A diversidade tem como objetivo garantir a sobrevivência da área reflorestada, que ainda receberá acompanhamento por alguns anos para garantir o sucesso da ação.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia