Vendas tiveram crescimento médio de 3% a 5% no Natal
Final de semana deve ser de movimentação intensa nos supermercados
Vendas tiveram crescimento médio de 3% a 5% no Natal
PARA COMEMORAR - Vendas confirmam expectativa e superam 2016 (Foto: Gabriel Cochi/O ECO)
As vendas de Natal tiveram resultado positivo em 2017 na comparação com o ano passado. É o que avaliam os comerciantes locais, mesmo aqueles que dizem ter mantido os mesmos índices de venda, acreditam que o final deste ano foi de motivação e esperança para que 2018 seja ainda melhor.
A média, segundo o presidente da Acilpa (Associação Comercial e Industrial de Lençóis Paulista), José Antônio da Silva, o Neno, foi de crescimento de 3% a 5% nas vendas em relação a 2016, mas alguns lojistas obtiveram melhores resultados. “É claro que não podemos generalizar. Alguns setores acabaram lucrando mais que outros, mas, para a grande maioria, as vendas foram boas”, explica.
Edwaldo Bianchini, proprietário da rede Monalisa, que atua nos segmentos de joias e presentes, foi um dos que superaram as expectativas com as vendas de final de ano. “Estivemos confiantes neste Natal e o resultado foi bom. Tivemos um crescimento em vendas em nossas três lojas. Até o momento registramos um aumento de 16% em relação ao ano passado”, revela.
Alguns comerciantes destacam que registraram estabilidade nas vendas em relação ao ano passado. É o caso de Perla Chermont, proprietária da loja Lingerie’s moda íntima, que acredita que o calendário de 2017 possa ter dificultado. “O Natal caiu em uma segunda-feira. Praticamente perdemos dois dias de venda, porque o dia 24, véspera de Natal, foi em um domingo e o pessoal preferiu ficar em casa para preparar a ceia e receber os familiares”, pontua.
LIQUIDAÇÕES
Antes mesmo de encerrar o ano, muitos comerciantes já estão planejando as ações para manter o bom fluxo de clientes no mês de janeiro, mês conhecido pelas tradicionais liquidações de queima de estoque. A expectativa é que, apesar do crescimento nas vendas de dezembro, muitos consumidores tenham poupado parte do 13º salário para aproveitar as promoções.
Para Regiane Oliveira, vendedora de uma loja de confecções, o início do ano será uma oportunidade de ‘engordar’ o orçamento com as comissões. “Ainda não sei exatamente quanto vou receber em janeiro pelas vendas de final de ano, mas todas as vendedoras da loja bateram a meta neste ano e acredito que receberemos uma boa comissão. Espero que em janeiro continue assim”, destaca.
Supermercados esperam grande fluxo entre hoje e amanhã
Enquanto alguns comerciantes avaliam que a movimentação foi baixa na véspera de Natal, pelo fato de a data ter caído em um domingo, os supermercados comemoram o grande fluxo de clientes em todo o final de semana passado. Para Tânia Orsi, gerente de comunicação da rede de supermercados Santa Catarina, ela acredita que os consumidores tiveram mais tempo para as compras, o que resultou em mais vendas.
“Até agora o aumento em vendas foi de um percentual de 8 a 9% em relação ao ano passado. Mas, como o mês de dezembro ainda não acabou, esperamos conseguir aumentar os números”, comenta a gerente, que espera repetir o resultado no Ano Novo, com as três lojas da rede funcionando hoje (30) até às 21h, e amanhã (31) até às 18h.
Sorteio da Campanha de Natal da Acilpa é no próximo sábado
A Acilpa (Associação Comercial e Industrial de Lençóis Paulista) realiza no próximo sábado, dia 6 de janeiro, o sorteio da campanha “Acilpa Mais Presente no Natal”, que vai contemplar os consumidores com uma moto Honda zero quilômetro, cinco vales-compras de R$ 1 mil, 30 vales-compras de R$ 500 e 10 vales-compras de R$ 250, e os vendedores com quatro vales-compras de R$ 250.
A campanha segue até amanhã (31). Para participar basta que os consumidores comprem no comércio local, peçam seu cupom, preencham corretamente e depositem nas urnas identificadas. O sorteio será realizado a partir das 15h, no Ginásio Municipal de Esportes Antonio Lorenzetti Filho (Tonicão).
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia