Saiba como curtir o verão de forma saudável
Especialista dá dicas de alimentação e outros cuidados para que todos aproveitem a estação
Saiba como curtir o verão de forma saudável
VERÃO - Cuidados com a alimentação e a pele são importantes (Foto: Divulgação)
O verão começou no último dia 21 e, durante os próximos três meses, os dias serão mais longos e quentes. A mudança de hábito dos brasileiros nesta época do ano é visível: ruas movimentadas à noite, praias lotadas e pele bronzeada.
Para aproveitar ainda mais os dias de calor, a nutricionista Franciela Godoi Viau, aconselha o consumo de alimentos como acerola, cenoura, moranga, mamão, beterraba e manga, pois eles ajudam a manter a cor bronzeada da pele.
Segundo a especialista, as frutas sempre são bem-vindas, porém, com moderação. “A salada, muito consumida nesta época do ano, precisa ter atenção, pois apesar de ser feita à base de frutas e ser fonte de nutrientes importantes para nosso organismo, possui vitaminas, fibras e antioxidantes que costumam conter uma quantidade maior de carboidratos. É comum ainda que as pessoas adicionem coberturas como leite condensado, creme de leite, sorvete e chocolate, agregando mais calorias à sobremesa”, adverte.
Sobre a ingestão de álcool, a nutricionista alerta que o consumo aumenta muito no verão, pois as pessoas se reúnem para confraternizar ou se refrescar, mas que é preciso beber moderadamente, pois o álcool em grandes quantidades pode acarretar no aumento de peso, já que algumas bebidas alcoólicas podem conter em 1g de álcool até sete calorias. “Ao contrário dos alimentos, o álcool fornece calorias vazias, sem nenhum acréscimo de nutrientes. Portanto seu consumo requer moderação”, revela.
Em relação à alimentação na praia, onde as pessoas costumam consumir alimentos de ambulantes, sem saber a procedência, a nutricionista frisa que esse hábito pode ser perigoso, porque o alimento poderá estar contaminado, contendo substâncias tóxicas, microrganismos indesejáveis e parasitas, que podem trazer algum tipo de doença transmitida por alimentos, como intoxicação alimentar e até mesmo infecções.
“O indicado para quem pretende ir à praia ou piscina é levar uma bolsa térmica ou caixa de isopor com bastante gelo para acondicionar alimentos preparados em casa. São boas opções: frutas, suco de frutas, água de coco, iogurte, sanduiche natural, biscoito e bolo integral, castanhas e frutas secas”, destaca.
CONFIRA AS DICAS PARA UM VERÃO SAUDÁVEL
- Consuma dois litros de água por dia
- Evite alimentos gordurosos, frituras e doces em geral
- Realize suas refeições de três em três horas
- Use filtro solar
- Evite o sol entre às 10h e às 16h
- Mantenha-se alerta com as crianças
- Use chapéu e óculos de sol em períodos de exposição
Doenças de verão: saiba como se prevenir
A estação mais quente e úmida do ano pede alguns cuidados com a saúde, uma vez que as temperaturas elevadas proporcionam condições ideais para a ocorrência de várias doenças virais. Saiba um pouco mais de algumas destas doenças e seus possíveis tratamentos. Caso sintomas apareçam e se intensifiquem, é necessário buscar cuidados médicos, sempre evitando a automedicação. 
INSOLAÇÃO: Ocorre mediante exposição prolongada a ambientes quentes e secos, envolvendo geralmente contato direto com a luz solar. O distúrbio provoca um mal-estar generalizado, febre alta, pele avermelhada e seca, pulsação acelerada, falta de ar, enjoos, tonturas e possíveis desmaios. Para evitar esses males, tome cerca de três litros de água por dia e aplique protetor solar antes de se expor ao sol, repassando, se possível, a cada duas horas, sempre com a pele seca.
DESIDRATAÇÃO: É quando o corpo perde, de forma excessiva, líquidos e sais minerais (mais de 2,5 litros de água por dia) por meio da saliva, suor, urina e fezes. Isso pode acontecer por meio de transpiração excessiva, diarreia ou vômitos. Quando desidratada, a pessoa sente uma sede intensa, fica com os olhos, mucosas e boca secas, passa longos períodos sem urinar e aumenta a irritabilidade
MICOSES: São infecções dermatológicas causadas pela proliferação de fungos em algumas partes do corpo. As regiões comprometidas pelas micoses apresentam coceira constante, irritação, vermelhidão e ressecamento. Uma forma de evita-las é manter todas as dobras do corpo higienizadas e secas, não compartilhar toalhas e calçados com terceiros, não vestir sapatos fechados em dias muito quentes e não andar descalço em ambientes públicos.
INTOXICAÇÃO ALIMENTAR: As infecções gastrointestinais podem ter origem bacteriana ou viral e normalmente são originadas por conta da ingestão de comidas mal conservadas ou mal higienizadas. Essas intoxicações costumam provocar náuseas, diarreias e vômitos.
CONJUNTIVITE: É a inflamação da conjuntiva - membrana que reveste o globo ocular. A doença pode ter como origem agentes tóxicos, alergias, bactérias ou vírus. Durante o verão, a mais comum é a bacteriana, uma vez que as bactérias causadoras se propagam na água.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia