Homem é detido após ameaçar padre
Ele foi imobilizado por um funcionário da paróquia que acionou a polícia
Na noite de segunda-feira (18), a Polícia Militar de Lençóis Paulista registrou uma ocorrência inusitada. Um homem, armado com um pedaço de vidro foi detido após atacar um funcionário de uma igreja do Centro da cidade, dizendo que queria matar o padre de uma paróquia. O autor foi imobilizado pelo funcionário próximo a um presépio.
Por volta das 21h, durante patrulhamento pela área central da cidade, uma equipe da Polícia Militar se deparou com um homem solicitando apoio para contenção de um indivíduo que teria tentado agredi-lo. O suspeito estava imobilizado e com algumas lesões, sendo encaminhado à UPA (Unidade de Pronto Atendimento).
Em sua versão, a vítima afirmou que, enquanto trabalhava próximo ao presépio da igreja, foi surpreendido por um rapaz armado com um pedaço de vidro que dizia querer matar o pároco, investindo contra a vítima. O rapaz foi imobilizado até a chegada da Polícia Militar.
Na Delegacia de Polícia, foi elaborado o Termo Circunstanciado de lesão corporal e todos os envolvidos foram liberados. 
BRIGA FAMILIAR
Na noite de domingo (17), uma equipe da Polícia Militar foi acionada via 190 para comparecer ao Júlio Ferrari, onde havia uma desinteligência. Chegando no local, os policiais encontraram um homem no portão da residência e as vítimas, que estavam dentro da casa, informaram a equipe que havia uma medida protetiva contra o autor.
Segundo uma das vítimas, o autor havia dito que não veria problemas em tirar sangue da irmã e do cunhado, momento em que a mãe se deslocou até o local e eles chamaram a polícia. O autor foi conduzido à Delegacia de Polícia sem uso de algemas, por ele não oferecer resistência no momento da condução.
A Polícia Militar constatou que havia registro de uma medida protetiva contra o autor, mas o sistema não indicava a validade da mesma. Na delegacia, após registrar Boletim de Ocorrência de violência doméstica, a autoridade de plantão determinou a liberação do indivíduo.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2018 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia