Publicidade
Publicidade
Publicidade
Teatro lota em audiência pública para o reconhecimento de título
Solenidade contou com a presença do deputado federal Capitão Augusto, autor da proposta
Teatro lota em audiência pública para o reconhecimento de título
NA BMOL - Após a audiência pública, o deputado Capitão Augusto conheceu a Biblioteca Municipal Orígenes Lessa (Foto: Divulgação)
Cerca de quinhentas pessoas compareceram na manhã de ontem (1º) ao Teatro Municipal Adélia Lorenzetti para acompanhar a audiência pública sobre o projeto de lei de autoria do deputado federal Capitão Augusto (PR), que dará a Lençóis Paulista o título de Capital Nacional do Livro. A solenidade era uma das exigências da Câmara dos Deputados para dar prosseguimento aos trâmites e serviu para confirmar o desejo da população para que a cidade receba esse título.
Além do deputado Capitão Augusto, o evento contou com a presença do prefeito Anderson Prado de Lima (PSB), da vice, Cíntia Duarte, de diretores da administração municipal, incluindo Marcelo Maganha, responsável pela Cultura, além do presidente da Câmara Municipal, Manoel dos Santos Silva, o Manezinho (PSDB), e dos vereadores Jucimário Cerqueira dos Santos, o Bibaia (PV), e Luiz Gonzaga da Silva, o Luizinho do Açougue (PR), que reivindicaram junto ao parlamentar que o título fosse concedido à cidade.
Impressionando com a presença massiva da população e autoridades na audiência, Capitão Augusto se mostrou satisfeito com a elaboração da proposta que deve, em breve, ser apreciada pela Câmara dos Deputados, conferindo oficialmente o título de Capital Nacional do Livro à Cidade. “Agora a gente começa a entender porque é tão importante para a cidade esse título de Capital Nacional do Livro”, disse, ao sentir o entusiasmo no público presente, formado por pessoas de todas as idades e representantes dos mais diversos segmentos da sociedade.
Em seus discursos, Manezinho, Bibaia e Luizinho declararam que conquistar este título foi uma homenagem e uma demonstração de gratidão ao povo lençoense pelo acolhimento aos migrantes de todas as regiões do país. “Lençóis já era cidade do livro e de leitores. Agora é a Capital Nacional do Livro, o que muito nos ajuda a pleitear recursos federais e estaduais para estimular o turismo, a cultura e também a economia do município. Nesta data demos um passo importante na história do município”, declararam em conjunto.
O prefeito Prado de Lima elogiou a iniciativa dos três vereadores e agradeceu o acolhimento da ideia pelo deputado Capitão Augusto. “Lençóis já foi conhecida como Boca do Sertão, virou Princesinha dos Canaviais e, depois, ficou conhecida como Cidade do Livro. Hoje, nossa cidade se eleva para um novo patamar, o de Capital Nacional do Livro, conquista que fará o nome de Lençóis Paulista ir ainda mais longe, levando como marco a cultura que é o traço forte deste povo valoroso e trabalhador”, disse o prefeito.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia