Publicidade
Publicidade
Publicidade
Diretoria de Educação faz convênio com a SORRI
Entidade fará um diagnóstico da situação de crianças que necessitam de atenção especial
Diretoria de Educação faz convênio com a SORRI
NEUSA CARONE - Diretora de Educação diz que é preciso garantir qualidade na inclusão (Foto: Divulgação)
Incluir efetivamente a criança que possui necessidades especiais na rede municipal de ensino é o principal objetivo de diversas ações que estão sendo tomadas pela Diretoria de Educação de Lençóis Paulista. A mais recente foi a contratação da SORRI-Bauru, entidade especializada no atendimento de pessoas com deficiência, para fazer um diagnóstico da situação de cada uma das 170 crianças que hoje frequentam as escolas municipais e que precisam de algum tipo de atenção especial.
O trabalho teve início em setembro, de acordo com um cronograma de atendimento de avaliação global para emissão de laudo diagnóstico e relatório de orientação como apoio pedagógico aos profissionais da educação. A avaliação está sendo realizada por equipe multidisciplinar composta de médico especialista, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, psicólogos, enfermeiros, com apoio da assistente social.
A expectativa é que até o final deste ano todas as crianças tenham passado pelo programa e a Diretoria tenha em mãos um laudo detalhado sobre a condição de cada criança para que, a partir do ano que vem, seja definida a melhor abordagem educacional para cada caso.
Para a diretora de Educação, Neusa Carone, o diagnóstico possibilitará melhorar a qualidade do atendimento às crianças com algum tipo de necessidade especial. “Não basta atender a lei que garante o direito às crianças deficientes de frequentar a escola, é preciso garantir qualidade na inclusão. Para isso precisamos primeiro saber o grau de deficiência dessas crianças, para a partir do diagnóstico, qualificar nossos professores para atender adequadamente esse aluno. Hoje nossas escolas cumprem a lei e recebem esses alunos de braços abertos, mas precisamos fazer mais que isso”, ressalta.
A diretora também considera fundamental para o sucesso dessa ação o envolvimento da família. “O meu apelo é que a família se una a escola, porque nosso objetivo é acolher da melhor forma possível essa criança e, para isso, nós precisamos que a família esteja do lado da escola, e não contra”, ressaltou Neusa.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia