Publicidade
Publicidade
Publicidade
Prefeitura de Macatuba anuncia a instalação de duas empresas
Agroindustrial Jauense e Manvell assinam contratos hoje (20)
Prefeitura de Macatuba anuncia a instalação de duas empresas
TUDO CERTO - Prefeito Marcos Olivatto e empresários se reúnem hoje para assinatura dos contratos (Foto: Divulgação)
A Prefeitura Municipal de Macatuba concluiu na manhã da última segunda-feira (18) a licitação para a instalação de duas novas empresas na cidade. A Agroindustrial Jauense vai se instalar no Distrito Industrial e a Manvell Manutenção e Montagem Industrial no prédio do antigo Matadouro Municipal. Os contratos serão assinados hoje (20).
“A notícia hoje é muito boa. É muito bom já no primeiro ano de mandato, e com esta crise política e financeira, conseguir novas empresas. Quero agradecer a minha equipe e a Câmara de Vereadores que aprovou a lei junto comigo. É o Executivo e o Legislativo trabalhando juntos para trazer empresas. Em breve teremos mais notícias de geração de emprego”, destacou o prefeito Marcos Olivatto (PR).
Fundada em 2009, a Agroindustrial Jauense tem sede em Jaú e vai abrir uma segunda unidade em Macatuba. A empresa faz o esmagamento da soja e comercializa o farelo e o óleo. “Nós vamos fazer uma ampliação no silo existente para aumentar a capacidade em 30%, construir outro com capacidade de armazenar 11 mil sacas de soja e dar início aos pedidos das licenças ambientais. A unidade de Macatuba vai ter produção maior que a de Jaú quando estiver operando”, explicou o empresário Luciano Ferreira da Silva.
Especializada em manutenção e montagem industrial, a Manvell está no mercado há sete anos, com sede em Macatuba. “Assim que eu pegar a chave já vou adequar o prédio, levar as coisas e pedir a alteração de endereço. Eu trabalho com muitas empresas, mas a principal é a Raízen, que tem 26 unidades”, contou o empresário Valterlei Natalino de Oliveira, mais conhecido como Veloso.
“Em pouco mais de sete meses já conseguimos a chegada de duas empresas. Uma vai para o barracão que tem o silo, que nunca foi usado, e a outra no antigo matadouro. As duas empresas vão gerar novos empregos e é disso que estamos precisando”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Pedro Martins.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia