Publicidade
Publicidade
Publicidade
Saúde vai zerar fila de cirurgias de catarata
Prefeitura vai investir R$ 140 mil para a realização de mais de 100 intervenções
Saúde vai zerar fila de cirurgias de catarata
DEMANDA - Ricardo Conti e Nardeli da Silva confirmaram a informação ao Jornal O ECO (Foto: Elton Laud/ O ECO)
A Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista anunciou, na tarde dessa sexta-feira (25), que deve iniciar na próxima semana a terceira etapa do Fila Zero. Lançado em março, o programa, que já eliminou a fila de espera por cirurgias eletivas e está perto de concluir a realização de exames de ultrassonografias que estavam pendentes, agora vai atender a demanda por cirurgias de catarata. A informação foi confirmada pelo diretor de Saúde, Ricardo Conti Barbeiro, que recebeu a reportagem do Jornal O ECO ao lado do vereador Nardeli da Silva (PMDB). 
De acordo com Barbeiro, hoje existem cerca de 100 pessoas aguardando por uma cirurgia de catarata no município, algumas com problemas nas duas vistas. Nas últimas semanas teria havido um aumento considerável da demanda por conta de encaminhamentos de oftalmologistas, mas a expectativa é que todos os pacientes sejam atendidos em um curto espaço de tempo. “Como as cirurgias são simples e rápidas, esperamos encerrar essa fila em, no máximo, um mês e meio”, complementa.
Ainda segundo diretor, a realização do mutirão só foi possível por conta de recursos que chegaram ao município por meio de emendas parlamentares destinadas especificamente à Saúde. A estimativa é que as cirurgias, que serão feitas por médicos do Hospital Nossa Senhora da Piedade (HNSP) já a partir da segunda-feira (28), custem cerca de R$ 140 mil.
ESFORÇO CONTINUADO
O vereador Nardeli da Silva, que acompanha de perto o problema há vários anos, destaca que zerar a fila representa um grande avanço, mas que é preciso que o trabalho não pare por aí, já que a demanda nunca para e a cada dia surgem novos pacientes precisando de cirurgia. “Após zerar a fila temos que continuar correndo atrás de emendas e outros recursos que possam ser gastos com isso. É muito importante. Nosso desejo, hoje, é que este trabalho se fixe e que as pessoas possam encontrar legalmente seu direito constituído, nas unidades básicas e dentro do serviço público”, comenta.
Outro ponto destacado pelo vereador é a importância do trabalho de prevenção, que pode evitar, com o diagnóstico rápido, que problemas simples acabem se tornando graves e comprometendo tanto a saúde das pessoas quanto as finanças públicas. “A prevenção é uma economia, é mais fácil você cuidar logo (de alguma enfermidade) do que ter um gasto maior com o paciente. A sociedade vai sentir o impacto de tudo isso e vai ver que o retorno é muito grande aos cofres públicos”, finaliza.
BALANÇO
Lançado em março pelo prefeito Anderson Prado de Lima, o programa Fila Zero, por meio de convênio com o Hospital Nossa Senhora da Piedade (HNSP), já teve duas etapas.
Na primeira, que gerou um investimento aproximado de R$ 50 mil foram realizadas 65 cirurgias eletivas, como hérnia, fimose, vesícula, entre outros procedimentos considerados de baixa complexidade.
Na segunda etapa, que está em fase final de execução, o município deve pagar R$ 33 mil ao HNSP para a realização de mais de 600 exames de ultrassonografia.
Barbeiro revela que após a execução das cirurgias de catarata será iniciada a quarta etapa, que pretende zerar a fila de espera por cirurgias ginecológicas. Hoje mais de 100 mulheres estariam aguardando, algumas há mais de dois anos, segundo o diretor.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia