Publicidade
Publicidade
Publicidade
José Osório veio para Lençóis com a família há mais de 40 anos
Natural de Bariri, encontrou no município bom ambiente para criar filhos e fazer amizades
José Osório veio para Lençóis com a família há mais de 40 anos
SUCESSO - Natural de Bariri, José Osório construiu a vida profissional em Lençóis - Foto: Divulgação
Natural de Bariri, município a cerca de 75 quilômetros de distância, banhado pelo do Rio Tietê, José Osório de Campos Almeida, de 74 anos, chegou em Lençóis Paulista com a esposa Elisabeth e os três filhos, Luciana, André e Marcelo, há quase 42 anos. Ou seja, já passou mais da metade de sua vida na cidade que o conquistou com amizades e oportunidades empresariais.
Ele conta que viveu em Bariri até os 12 anos de idade. Saiu para estudar, mas sempre retornava à cidade natal nas férias escolares. Depois de formado, foi trabalhar em um banco, no município de Jaú. Por convite de um antigo colega da escola foi convidado a levar seu conhecimento da área financeira para uma usina de Dois Córregos. Ainda trabalhou e viveu em Piracicaba, antes de chegar a Lençóis Paulista.
“Vim para a Usina Barra Grande. Trabalhar e morar na usina. Morávamos na parte alta, debaixo da chaminé. Hoje em dia essas casas nem existem mais. Haviam cinco residências e outras famílias. No domingo nos reuníamos e confraternizávamos”, recorda Almeida que conta que assim nasceram amizades que duram até hoje. 
José Osório e a família viveram por seis anos na Usina Barra Grande. Depois mudaram-se para a zona urbana. Em Lençóis, o casal encontrou um ambiente adequado para as crianças. “Uma cidade tranquila, boa para criar os filhos”, comenta. Ele inclusive participou na instalação do antigo sistema Anglo, atualmente Cooperelp (Cooperativa de Ensino de Lençóis Paulista), onde Luciana, André e Marcelo estudaram até concluir o ensino médio. 
Enquanto isso, José Osório presenciava e participava do desenvolvimento do setor sucroalcooleiro no município e, ao mesmo tempo, o crescimento da cidade. Entre tantas coisas, acompanhou a fusão das usinas Barra Grande e São José. “A vida de usina é muito corrida”, brinca.
O tempo passou e as crianças cresceram. Luciana mora em Ribeirão Preto e Marcelo está em Minas Gerais. O filho do meio, no entanto, ainda reside em Lençóis Paulista, como os pais. 
Para José Osório e a família, Lençóis foi uma terra de oportunidades e de acolhida. “Fomos muito bem acolhidos na cidade, pelo pessoal mais antigo. Fizemos muitos amigos, que conservamos até hoje. A nossa história é de crescimento. Vivi muito mais tempo aqui do que em qualquer outro lugar”, finaliza.
comentários 0 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para a matéria. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia