Publicidade
Publicidade
Publicidade
Marcelo Ranzani
Médico vai trazer informações para você ficar em dia com sua saúde
Gripe não é golpe!
A gripe, ou Influenza, é uma doença viral, que causa febre e sintomas respiratórios de forma breve e geralmente benigna.  Seus sintomas são febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, dor muscular, perda do apetite, assim como sintomas respiratórios, como tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção geralmente de 5 dias a uma semana . Quando persistem, pode já estar ocorrendo uma infecção bacteriana associada ou secundária ao processo inflamatório e secreção que o vírus da gripe causou, promovendo então, faringites bacterianas, sinusites, pneumonias, otites, entre outros.  
O vírus Influenza é transmitido de pessoa a pessoa, através da fala, tosse ou espirros, com a formação de aerossóis, que o novo paciente inala.  Existem 3 tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus influenza C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública e não está relacionado com epidemias. 
O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias, mais frequentes em meses secos e frios, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias, que ocorrem a cada 7-12 anos.  Os vírus influenza A são ainda classificados em subtipos de acordo com as proteínas de superfície, hemaglutinina (HA ou H) e neuraminidase (NA ou N). Dentre os subtipos de vírus influenza A, os subtipos A(H1N1) e A(H3N2) circulam atualmente em humanos. Alguns vírus influenza A de origem aviária também podem infectar humanos causando doença grave, como no caso do A (H7N9), a gripe do frango (que ocorreu na China).
Idosos, crianças menores que dois anos, gestantes e pessoas com doenças preexistentes, tais como Asma, Bronquite Crônica, Enfisema, Diabetes, entre outras, possuem um risco maior de desenvolver complicações devido à influenza.
 A vacinação é a intervenção mais importante na redução do impacto da influenza. Existem dois tipos de vacinas disponíveis com estirpes virais 2016, ou seja, dos tipos de vírus que circulam mais recentemente, já com suas mutações. Existe a vacina Tetravalente e a Trivalente. As duas dão proteção para o H1N1. A diferença é que na Tetravalente há um subtipo a mais do Influenza B, que circulou no último inverno nos Estados Unidos. 
Evitar Aglomerações, manter mãos limpas, casas arejadas, boa alimentação e hábitos saudáveis de vida são importantes também para evitar e prevenir as formas graves da Gripe.
comentários Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para o Artigo. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia