Publicidade
Publicidade
Publicidade
Casal Adrenalina
Viviane e Daniel Covre vão trazer dicas e informações para os viciados em esporte!
Atitudes que não devemos ter após uma prova de corrida!
Atitudes que não devemos ter após uma prova de corrida!
Se você deseja ter melhor desempenho na corrida, não basta apenas se dedicar totalmente aos treinos. Também é importante prestar atenção em algumas coisas que faz depois de apertar o botão stop do cronômetro. Isso porque muitas delas podem prejudicar não só a evolução da sua performance, mas também sua saúde. Conheça os erros mais comuns e drible problemas.
DEMORAR PARA TROCAR DE ROUPA
A camiseta, o calção e as meias molhadas de suor são um ambiente propício à proliferação de bactérias, que além de gerar mau odor podem causar micoses, frieiras e até outras doenças, como candidíase e infecção urinária. Além do que, ficar com peças úmidas aumenta a sensação de frio. Isso pode afetar ainda mais sua imunidade, que já fica um pouco baixa depois do esforço físico. Portanto, leve sempre uma toalha e uma muda de roupa para se trocar depois de treinos e provas. Ter um calçado confortável, como chinelo ou sandália, também é uma boa para relaxar os pés. Isso melhora a circulação e auxilia no processo de recuperação.
IGNORAR O DESCANSO
Nosso corpo precisa de 24 a 48 horas para se recuperar adequadamente do exercício. Respeitar esse período é muito importante para a restauração completa da força muscular. Claro que você não precisa ficar completamente parado. Dependendo do caso, uma atividade física leve pode até ser benéfica. Caminhar durante a recuperação de uma prova ou de um treino intenso ajuda a eliminar mais facilmente o ácido lático intramuscular (gerando energia) e prevenir dores. Outra dica é colocar as pernas em água fria por alguns minutos. Isso vai melhorar a circulação e fazer com que mais nutrientes e substâncias reparadoras cheguem à região.
FICAR SEM BEBER ÁGUA
Não é apenas durante o treino que você deve caprichar na reposição de líquidos. Manter o corpo hidratado é essencial para a recuperação do organismo, uma vez que a água é essencial para o equilíbrio dos eletrólitos no corpo e a entrada de nutrientes nas células. A quantidade de líquidos que cada pessoa deve ingerir ao longo do treino depende de vários fatores (condições climáticas, alimentação, intensidade da atividade física etc.). Porém, a sede é um bom indicador de que você precisa beber água.
DESCUIDAR DA DIETA
Tome cuidado com a lei da compensação - aquela que nos faz acreditar que podemos comer de tudo após um exercício intenso. Depois da atividade física, nosso organismo está debilitado e precisa de alimentos nutritivos para se recuperar. Por isso, não é indicado consumir alimentos gordurosos, que retardam o processo digestivo e a regeneração muscular. Aposte em frutas, verduras e legumes (fontes de vitaminas e antioxidantes que combatem dores pós-treino), proteínas de alto valor biológico (ovo, frango, peixes, castanhas) e carboidratos complexos (arroz integral, batata-doce, mandioquinha).
INGERIR ÁLCOOL
A bebida possui efeito diurético e vai fazer com que você elimine mais líquidos pela urina, prejudicando seu estado de hidratação. Além disso, seu organismo concentrará a maioria de seus esforços para metabolizar o álcool (que é altamente tóxico), em vez de regenerar os danos gerados pelo exercício.  Os prejuízos não param por aí. A bebida alcoólica ainda prejudica o sono, momento em que são produzidos hormônios importantes para a construção muscular e evolução da performance.
comentários Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Ainda não há nenhum comentário para o Artigo. Seja o primeiro!
Publicidade
Publicidade

Todos os direitos reservados © Jornal O ECO 2017 - oeco@jornaloeco.com.br - telefone central: (14) 3269-3311

desenvolvido por Natus Tecnologia